É proibido abraçar!

Em tempos de pandemia do COVID19, o abraço tornou-se proibido e perigoso.

Estamos impedidos de usar esse recurso terapêutico para nos fortalecer mutuamente, justamente em um período que a necessidade do abraço se tornou tão urgente!

Abraços virtuais em tempos de pandemia

O toque apresenta poder terapêutico através da função do contato e da carícia.

Experimentalmente, autores como Spitz (1983) e Montagu (1988) demonstraram que o toque humano é responsável pela adaptação do homem ao ambiente, pelo desenvolvimento psíquico da criança, pelo desenvolvimento motor, cognitivo e afetivo, pelo desenvolvimento da linguagem, pelo desenvolvimento de comportamentos saudáveis e de uma boa socialização.

Um abraço cria um círculo de cooperação que promove o crescimento e a cura, para além de preencher o vazio dos nossos corações. Quando abraçamos alguém mostramos os nossos sentimentos e reafirmamos a nossa crença no que sentimos.

Proteção é sinal de amor e carinho

O toque físico não é apenas agradável. Ele é necessário!

A ciência corrobora a teoria de que a estimulação pelo toque é absolutamente necessária para o nosso bem estar. O toque é usado para aliviar a dor, a depressão e a ansiedade. Várias experiências demonstram que o toque pode fazer-nos sentir melhor com nós mesmos e com o ambiente à nossa volta, além de provocar mudanças fisiológicas em ambos os envolvidos no abraço.

O simples ato de envolver alguém nos nossos braços, reduz a pressão sanguínea, a frequência cardíaca e o nível de hormônios ligados ao estresse. Os níveis de cortisol e de norepinefrina, os hormônios do estresse, são reduzidos pelo efeito de um abraço. A afetividade aumenta e traz bem-estar, efeito da ação hormonal que gera impulso e desejo de cuidar.

Katheleen Keating, autora do livro “A Terapia do Abraço”, diz que a sociedade está sofrendo de solidão. A tecnologia é importante, mas todo o ser humano precisa de carinho físico.

Essa fase também vai passar
Existe algo que poderia 
  substituir o Abraço?

Usamos todos os nossos recursos
  para tentar obter o mesmo 
  aconchego e sensação de segurança.
Um olhar observador e ouvidos 
  atentos que abraçam.
O gesto de estender os braços no ar 
  em direção da pessoa querida.
Palavras de afeto e ternura. 
Vestir máscaras de proteção e 
  manter distância de pessoas amadas 
  que desejamos proteger.
Ficar em casa e não comparecer aos 
  almoços de família nos domingos.
a autora keating descreveu alguns tipos de abraço:
  • Abraço de Urso: ocorre entre duas pessoas que compartilham um sentimento ou uma causa em comum e necessitam um do apoio do outro.
  • Abraço Padrão: transmite apreço ou cordialidade. É mais apropriado para conhecidos novos ou colegas de profissão ou em situações que requeiram uma certa formalidade.
  • Abraço de Rosto Colado: este tipo de abraço é muito delicado e gentil. Suscita sentimentos de bondade.
  • Abraço Sanduíche: este tipo de abraço é para pessoas que estão passando por um período difícil e necessitam de um apoio extra. A pessoa que está no meio tem uma sensação de proteção e segurança.
  • Abraço Relâmpago: uma pessoa corre na direcção da outra e lança-lhe os braços em volta, dá um rápido apertão antes de afastar-se. Desperta um sentimento de surpresa e entusiasmo!
  • Abraço Grupal: transmite sentimento de apoio, segurança e afeição, o que confere muitas vezes um senso de unidade e de aceitação universal.
  • Abraço de Lado: é bom para quem está caminhando acompanhado, torna o momento único e agradável.
  • Abraço pelas costas: o sentimento é de felicidade e de apoio. É perfeito para momentos de brincadeira e descontração.
  • Abraço do fundo do coração: neste abraço o sentimento de compaixão flui de um coração para o outro, dá apoio e força. É desarmado e sincero. Este abraço reconhece o lugar mais interior de cada um de nós.
  • Abraço Amizade: ajuda a melhorar a timidez, aumentar a autoestima e melhorar a confiança entre os amigos.
  • Abraço de amor: acontece entre um par romântico e expressa confiança e cumplicidade.
  • Abraço imaginário: imaginar um abraço também é eficiente, principalmente nos momentos em que alguém está precisando de muita autoestima e não tem ninguém por perto. Situações imaginadas podem nos afetar tão intensamente quanto a realidade.
Abraço de Urso é poderoso

Atualmente, o único tipo de abraço que podemos usar da lista acima, é o Abraço Imaginário.

Por enquanto, continuamos sonhando em abraçar bem apertadinho nossos familiares e amigos, desejando que em breve possamos nos abraçar novamente livremente e sem medo!


Referências Bibliográficas

Pereira, A. L.; Lapa Esteves, M. A IMPORTÂNCIA DE UM ABRAÇO! International Journal of Developmental and Educational Psychology – INFAD. Revista de Psicología, Nº1, 2010. ISSN: 0214-9877. pp:143-148

É proibido abraçar! #eproibidoabracar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *